E m mais de quatro séculos de história, o Estado de São Paulo perdeu boa parte de sua vegetação nativa, constituída sobretudo por Mata Atlântica, Cerrado e vegetações costeiras.

Atualmente, grande parte do que restou de sua mata nativa está protegida em unidades de conservação, sob responsabilidade da Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

A Fundação Florestal é o órgão responsável pela administração da maioria das unidades de conservação, entre elas os parques estaduais, áreas privilegiadas para atividades de ecoturismo, como a observação de aves. Chamada em inglês de birdwatching, essa atividade vem se tornando cada vez mais popular no Brasil.

A Mata Atlântica é uma das regiões com maior biodiversidade do mundo e também é muito rica em aves. Sua avifauna inclui mais de 600 espécies, das quais cerca de 160 são endêmicas, isto é, não existem em nenhum outro tipo de ambiente no mundo.

As aves têm relações importantes com a natureza. Espécies que comem frutos transportam as sementes e contribuem para a dispersão das plantas. Outras têm papel destacado na polinização de flores, como os beija-flores. Elas ainda participam da cadeia alimentar, sendo predadoras ou presas.

A sobrevivência de muitas espécies típicas de florestas depende da conservação do ambiente natural. Áreas alteradas pelo ser humano podem ter uma avifauna rica, mas formada somente por espécies mais resistentes à presença e à ação humana.

Aves mais exigentes, que precisam de ambientes intactos, desaparecem com a degradação ambiental. Para essas espécies, muitas vezes ameaçadas de extinção, a existência de unidades de conservação é de importância vital.

0
Número total de espécies registradas em Tapiraí

Lista de Aves